30 Novembro 2021, 03:54

UE/Presidência: Governo pede “forte compromisso” com Europa Social

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bruxelas, 29 abr 2021 (Lusa) — A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, apelou hoje para um “forte compromisso” com a Europa Social, alertando para os efeitos demográficos da pandemia de covid-19.


Mariana Vieira da Silva, que participou no lançamento, pela Comissão Europeia, da plataforma “Atlas da Demografia”, sublinhou que “a covid-19 abalou os sistemas de bem-estar social” criando “vários desafios” na demografia da União Europeia (UE).


“Primeiro, a pandemia revelou tragicamente o risco agravado da doença e da exclusão social a que os nossos idosos estão expostos. Portanto, é essencial ter políticas informadas para melhorar instalações de cuidados de saúde, bem como promover o envelhecimento ativo”, defendeu a governante, que interveio em representação da presidência portuguesa do Conselho da UE.


Com o surgimento da pandemia, as famílias depararam-se também com “incerteza económica”, acrescentou, apontando para a necessidade de “garantir condições às famílias, desde a habitação, cuidados infantis universais, equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal, até à inclusão dos jovens nos mercados de trabalho”.


A ministra alertou ainda para “impactos desiguais” no conjunto da população, sublinhando que “os migrantes estão entre os mais afetados” pelos impactos socioeconómicos provocados pela pandemia.


“[Os migrantes] têm um papel essencial no rejuvenescimento da nossa mão de obra e na mitigação de desequilíbrios demográficos. Não devemos negligenciar o crescimento da mobilidade sustentável e a criação de bons esquemas de integração”, ressalvou.


Para Mariana Vieira da Silva, “as tendências e as alterações demográficas irão, sem dúvida, moldar” o futuro da população da UE, pelo que é necessário responder aos desafios que lhe estão associados.


“Em primeiro lugar, a recolha de dados é essencial para informar sistematicamente as nossas estratégias. Estes elementos permitirão que as nossas políticas públicas possam responder a esta realidade”, considerou, acrescentando que “as iniciativas da Comissão Europeia”, nomeadamente o lançamento desta plataforma Atlas da Demografia, “são cruciais” neste sentido.


O estabelecimento de “um forte compromisso em relação à Europa Social” é “o caminho a seguir” para responder aos desafios das alterações demográficas, apontou a ministra, lembrando que, na próxima semana, “a Europa Social vai estar sob os holofotes durante a Cimeira Social” do Porto, organizada pela presidência portuguesa do Conselho da UE.


“[Na Cimeira Social] vamos focar-nos em dimensões cruciais – no emprego, inovação e capacidades, bem-estar e proteção social. Estes são elementos essenciais para o empoderamento dos nossos cidadãos, por isso, deve ser dado um forte impulso ao plano de ação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais, uma vez que reconhecemos as suas iniciativas políticas perante as mudanças demográficas”, concluiu.


Mariana Vieira da Silva participou no lançamento do “Atlas da Demografia”, uma ferramenta interativa e multidimensional desenvolvida pelo Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia (JRC – Joint Research Centre) para visualizar, monitorizar e antecipar as mudanças demográficas.


O objetivo desta ferramenta é ajudar a orientar as políticas da UE no sentido de responderem às necessidades dos cidadãos europeus.


BYC // MDR


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário