10 Agosto 2022, 22:51

UEFA aplica multa de 50 mil euros ao Fenerbhaçe por cânticos de apoio a Putin

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A UEFA aplicou hoje ao Fenerbahçe, da Turquia, uma multa de 50.000 euros e o encerramento parcial do seu estádio no próximo jogo europeu devido ao lançamento de objetos e aos cânticos de apoio ao presidente russo Vladimir Putin.

No entanto, a decisão de encerrar parcialmente o estádio fica suspensa durante dois anos, sendo aplicada em caso de reincidência de comportamento inadequado dos adeptos do Fenerbahçe, segundo a UEFA, que repreendeu também a conduta imprópria da equipa orientada pelo português Jorge Jesus.

O organismo máximo do futebol europeu tinha aberto uma investigação, conduzida por um inspetor do Comité de Ética e Disciplina, na sequência dos cânticos entoados pelos adeptos turcos, gritando o nome do presidente russo Vladimir Putin, após o Dínamo de Kiev marcar o primeiro golo, por Vitaliy Buyalskiy, no jogo da segunda mão da segunda pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, a 27 de julho.

A Rússia invadiu a Ucrânia a 24 de fevereiro último e mantém partes do território ucraniano ocupadas.

Aparentemente em reação a esses cânticos, o técnico do Dínamo, o romeno Mircea Lucescu, recusou-se a participar na conferência de imprensa a seguir ao jogo, durante o qual o Fenerbahçe recebeu um total de seis cartões amarelos e o Dínamo sete.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário