24 Setembro 2021, 09:59

União Audiovisual, a associação que apoia profissionais da Cultura

Susana Faria AdministratorKeymaster

A União Audiovisual é uma associação sem fins lucrativos que se dedica a ajudar trabalhadores da cultura, setor que ficou praticamente paralisado devido à Covid-19. A associação distribui todos os meses cabazes de alimentos pelos profissionais da cultura e, neste momento, são mais de 350 as famílias que estão a usufruir desta ajuda. Inês Sales, uma das responsáveis pela Associação, contou, em entrevista ao Mundo Atual, de que forma a União Audiovisual consegue ajudar estas famílias e quais são as atividades que estão a ser planeadas para angariarem mais donativos.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Concebida por quatro técnicos do audiovisual, que ao se aperceberem que, durante a pandemia, iriam ter vários colegas a passar por dificuldades, a União Audiovisual começou por ser uma página de Facebook destinada à angariação de fundos. Mas em apenas dois dias aconteceu o impensável e a página reuniu milhares de pessoas.

A jornada da União Audiovisual na luta pelos trabalhadores do setor, começou então a partir daí, contando com a ajuda de inúmeras pessoas.

“Começaram a ser recolhidos alimentos com os nossos carros que eram levados até às famílias. Após o primeiro confinamento, percebemos que tínhamos de nos organizar de outra forma, pois não tínhamos como chegar a toda a gente. Foi quando criamos os pontos fixos onde as pessoas deixam os alimentos que são, depois, recolhidos para, posteriormente, serem entregues a quem precisa”, revela a responsável ao Mundo Atual.

Neste momento, a União Audiovisual apoia 350 famílias a nível nacional, o que, no total, equivale a 850 pessoas.

A associação criou ainda cabazes para serem entregues a técnicos do audiovisual e artistas da área, sejam maquilhadores, DJs, assistentes de iluminação, produtores e realizadores.

“Todas as áreas do audiovisual têm direito ao nosso cabaz de alimentos e de bens de primeira necessidade. Também fazemos questão de perguntar se possuem animais de estimação para fazermos o envio de alimentação adequada para eles”, explica Inês Sales.

O grande objetivo deste projeto é colmatar as fragilidades que existem na área. Para isso, a União Audiovisual prentede retirar dos profissionais e das suas famílias, a preocupação com a alimentação e com os bens de primeira necessidade.

Os cabazes são entregues de acordo com o número de membros do agregado familiar.

Pedidos feitos através do site

Os pedidos de ajuda podem ser feitos através do site da União Audiovisual onde os interessados devem preencher um inquérito para que a associação conheça as necessidades de cada um.

A responsável explica ainda que “já conhecem a maior parte das pessoas do ramo que fazem os pedidos de ajuda”, o que torna tudo mais fácil no processo de seleção.

“Tentamos perceber se as pessoas são realmente do meio ou não, se estão a trabalhar e temos uma assistente social que, após o nosso aval, faz o contacto os requerentes para perceber as necessidades existentes”, evidencia Inês Sales.

Além dos pedidos por parte dos trabalhadores da área da cultura, chegaram muitas outras solicitações que a associação tenta direcionar para outras organizações.

Todos os meses são entregues cabazes

A União Audiovisual entrega mensalmente um cabaz com alimentos e com outros produtos essenciais, sendo que existem vários pontos de recolha pelo País.

“Temos oito polos e próximo deles temos pontos fixos, que são atualizados diariamente e onde as pessoas podem deixar os seus donativos”, destaca.

Figuras públicas unem-se à associação

A associação União Audiovisual recebe donativos de muitas empresas que se aliaram à causa. Algumas das entidades, inclusive, também fazem recolhas de alimentos.

A produtora de teatro «Força de Produção» fez vários ensaios solidários com o valor dos bilhetes a reverter para a União Audiovisual e, segundo Inês Sales, tem sido assim também com alguns artistas, como o David Carreira, que fazem espetáculos online e em que o valor dos mesmos reverte para a União Audiovisual.

“O músico Tim dos Xutos e Pontapés leiloa peças e o valor vai para a nossa associação”, afirma Inês Sales. A União Audiovisual organiza ainda algumas iniciativas, como a Volta a Portugal em Bicicleta da UA (União Audiovisual), a Nacional 2 da UA, implementadas pelo Tiago Cação.

“O Tiago fez a Volta a Portugal e recolheu alimentos que foram ficando nas zonas que percorreu. Fizemos também um festival em Évora, dois dias de música e também organizámos concertos no LX Factory”, acrescenta ainda a responsável.

São muitos os famosos e artistas que se querem juntar a esta causa. O programa da rádio Renascença «As Três da Manhã», com as locutoras Joana Marques, Ana Galvão e Filipa Galrão, está a organizar uma emissão especial fora dos estúdios, nos próximos dias 16, 17 e 18 de junho. A emissão terá atuações, reportagens, artistas e elementos dos bastidores das artes, com o objetivo de ajudar os profissionais do espetáculo.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário