04 Dezembro 2021, 11:18

Videovigilância no Porto pode arrancar seis meses após «luz verde»

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, admitiu que as primeiras 79 câmaras de videovigilância para a Baixa podem começar a ser instaladas meio ano depois da “luz verde” da tutela.

“Vindo «luz verde» de Lisboa, acho que, no prazo de seis meses, conseguimos começar a montar as câmaras”, indicou Rui Moreira, em declarações aos jornalistas, no final da primeira reunião do executivo após as eleições e na qual foi aprovado, com o voto contra da CDU e do Bloco de Esquerda (BE), o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Questionado sobre a anuência do Ministério da Administração Interna [MAI] para com esta proposta, o independente disse não ter qualquer garantia de aprovação.

“Não faço ideia. O Ministério da Administração Interna, para minha surpresa, a última vez que disse, disse que não sabia de nada”, afirmou, esclarecendo que esta matéria tem vindo a ser clarificada com a PSP que identificou as áreas com criminalidade mais elevada.

 

Sem comentários

deixar um comentário