07 Outubro 2022, 07:35

Vila Nova de Gaia com orçamento de 240ME para 2022, mais 9ME do que em 2021

© AMÂNDIA QUEIRÓS | MUNDO ATUAL
LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O orçamento da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia para 2022 tem um aumento de nove milhões de euros, fixando-se nos 240 milhões, segundo relatório a que a Lusa teve hoje acesso.

No documento, que será votado na segunda-feira em reunião do executivo municipal, estima-se que a receita corrente atingirá um montante de 161,1 milhões de euros para uma despesa corrente de 148,4 milhões de euros.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“Muito do conteúdo programático [do orçamento] decorre do diálogo intenso com as instituições, com as empresas e com os cidadãos individuais, correspondendo à participação dos gaienses na formatação das prioridades que identificamos”, refere o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vitor Rodrigues, numa nota introdutória.

No âmbito da receita, o relatório destaca o peso das receitas fiscais, que totalizam 85,9 milhões de euros e que contribuem em 35,70% para a receita total, seguido das transferências correntes que ascendem aos 62,3 milhões e representam 25,93%.

No capítulo das despesas, o orçamento refere que as despesas correntes representam 61,69% da despesa total, destacando-se a aquisição de bens e serviços (64,7 milhões de euros) e as despesas com pessoal (57,7 milhões de euros).

Em matéria de educação, o orçamento prevê a criação de um voucher-creche municipal anual, o alargamento da rede municipal de creches com Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), a atribuição de uma bolsa mensal de apoio às despesas do transporte público de alunos universitários que estudam fora da Área Metropolitana do Porto (AMP) e a criação de um Programa Municipal de Natação.

A habitação a rendas acessíveis surge como sendo uma prioridade central, por isso, o executivo sustenta que vai comprar e reabilitar frações ou prédios, tal como requalificar empreendimentos sociais e reforçar o programa de apoio ao arrendamento.

Já na questão da saúde, o orçamento destaca a construção de centros de saúde, a conclusão da requalificação do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e a instalação de desfibrilhadores me todos os equipamentos municipais.

Em termos ambientais, o relatório aponta a criação do museu e jardim botânico internacional “Gaia Terra Mãe”, a implementação de uma praia para cães ou criação do programa municipal “IPSS mais verdes”.

Sem comentários

deixar um comentário