04 Julho 2022, 08:24

Violência doméstica: Prisão preventiva para suspeito de ameaçar ex-namorada em Leiria

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O juiz de Instrução Criminal aplicou a medida de coação de prisão preventiva a um suspeito de violência doméstica, por ameaças reiteradas à ex-namorada, anuncia a página da Procuradoria da República da Comarca de Leiria.

Segundo a nota publicada na página do Ministério Público, em abril de 2019, o homem de 33 anos, “durante o relacionamento de namoro que manteve com a vítima, apertou-lhe o pescoço, o que fez com que a mesma terminasse a relação de ambos”.

O arguido não terá aceitado o fim dessa relação e, “no início de 2021, passou a efetuar centenas de telefonemas à vítima e a enviar-lhe inúmeras mensagens escritas, insistindo para que reatasse o relacionamento de ambos”.

Como a vítima se recusava, o suspeito passou a enviar-lhe “mensagens escritas através de perfis falsos, que criava nas redes sociais e de vários números de telefone, que trocava semanalmente”, lê-se na nota.

Sempre que a vítima bloqueava o número de telefone do arguido, ele arranjava outro para a “importunar”.

Nessas mensagens e telefonemas, o homem “insultava a vítima e ameaçava que a matava, tanto a ela como à sua família”.

Na sequência desses factos, em julho de 2021, foram aplicadas ao arguido as medidas de coação de proibição de contactar a vítima, de se aproximar da mesma ou de locais onde ela se encontre e de se deslocar, frequentar ou permanecer na área do concelho de Leiria.

Não obstante, entre setembro de 2021 e o final de janeiro de 2022, “o arguido incumpriu reiteradamente essas medidas, recomeçando a importunar a vítima, enviando-lhe mensagens através das redes sociais, insultando-a e ameaçando-a de morte, telefonando-lhe, ou para a sua mãe, com a qual a mesma reside, através de vários números de telefone”.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da Subsecção Especializada em Violência Doméstica do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria, com a coadjuvação da PSP de Leiria.

Sem comentários

deixar um comentário