03 Dezembro 2021, 09:55

Volta ao Algarve: Rui Costa lidera UAE-Emirates e Deceuninck-QuickStep traz três «top-50»

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O português Rui Costa vai ter o dorsal número um da Volta ao Algarve em bicicleta, liderando a UAE Emirates, com a Deceuninck-QuickStep a apresentar, em teoria, a equipa mais forte, entre 5 e 9 de maio.

De acordo com a lista provisória de inscritos, a equipa belga traz ao Algarve três ciclistas do «top-50», com destaque para o sprinter irlandês Sam Bennett (17.º), que já tem cinco vitórias esta temporada e venceu a classificação por pontos da Volta a França de 2019, e para o dinamarquês Kasper Asgreen (23.º), recente vencedor da Volta a Flandres, um dos «monumentos» do ciclismo.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A Deceuninck-QuickStep também trará à «Algarvia» o italiano Davide Ballerini (47.º), assim como o sprinter holandês Fabio Jakobsen, já recuperado da violenta queda na Volta à Polónia de 2020, que o afastou vários meses da competição.

Jakobsen, que perdeu todos os dentes, à exceção de um, e teve de levar 130 pontos na face, depois de bater violentamente com a cara nas baias de ferro que ladeavam a chegada, ficou em estado grave e foi mesmo colocado em coma induzido pelos médicos, ficando internado durante uma semana na unidade de cuidados intensivos.

Além de Rui Costa, a UAE Emirates vai trazer mais dois portugueses à Volta ao Algarve, os irmãos Ivo e Rui Oliveira, com o sul-africano Ryan Gibbons (86.º) a ser o mais bem colocado na hierarquia mundial.

O alemão Pascal Ackermann é o outro ciclista do «top-50» mundial entre os pré-inscritos na Volta ao Algarve, ocupando, atualmente, o 38.º lugar do ranking, com a Bora-hansgrohe a apresentar ainda o germânico Lennard Kamna (89.º).

A INEOS, uma das equipas mais dominadoras esta temporada, apresenta-se na «Algarvia» com uma equipa de segundas linhas, com o britânico Ethan Hayter (87.º) a ser o único entre os primeiros 100 do ranking.

Entre as equipas do WorldTour presentes apenas há mais dois ciclistas do «top-100», o holandês Danny van Poppel (74.º), da Intermarché-Wanty-Gobert, e o belga Oliver Naesen (94.º), da AG2R.

Além das sete equipas do World Tour, destaque para a presença da fábrica de talentos Hagens Berman Axeon, porta de entrada no ciclismo internacional para muitos dos portugueses que hoje evoluem no WorldTour, como João Almeida, Ruben Guerreiro e os gémeos Ivo e Rui Oliveira.

Na «Algarvia», a equipa comandada por Axel Merckx apresenta-se com os dois portugueses que tem no plantel de 2021, Diogo Barbosae Pedro Andrade.

Burgos-BH, Caja Rural, Kern Pharma, Euskaltel-Euskadi, Delko, Arkéa-Samsic, Bingoal Pauwels Sauces WB e a Rally Cycling são as equipas do escalão ProTeam, a segunda divisão do ciclismo mundial, presentes.

O elenco de equipas fica completo com os nove blocos continentais nacionais (Antarte-Feirense, Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel, Efapel, Kelly-Simoldes-UDO, LA Alumínios-LA Sport, Louletano-Loulé Concelho, Rádio Popular-Boavista, Tavfer-Measindot-Mortágua e W52-FC Porto).

Sem comentários

deixar um comentário