16 Agosto 2022, 00:26

Volta ao Algarve: Van der Schueren é primeiro diretor desportivo a receber Prémio Prestígio

© Volta ao Algarve
LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O Prémio Prestígio da 48.ª Volta ao Algarve em bicicleta será atribuído ao diretor desportivo da Intermarché-Wanty-Gobert, o belga Hilaire van der Schueren, informou hoje a organização da prova portuguesa, que decorre entre amanhã e domingo.

Esta é a primeira vez que o Prémio Prestígio, tradicionalmente atribuído a um corredor que, pelo seu currículo, valoriza a «Algarvia», é entregue a um diretor desportivo.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A organização justificou a escolha de Hilaire van der Schueren com o “percurso profissional de mais de 30 anos ligado ao ciclismo” do belga de 74 anos, lembrando que o experiente diretor desportivo reconheceu, “desde sempre, a importância da Volta ao Algarve no contexto internacional”, ajudando “a projetar a corrida a nível internacional”.

O diretor da formação belga Intermarché-Wanty-Gobert irá receber o galardão na quinta-feira, antes do arranque da segunda etapa, que vai ligar Albufeira ao alto da Fóia, ao longo de 182,4 quilómetros.

O Prémio Prestígio foi atribuído pela primeira vez em 2016, com a organização a decidir partilhar o galardão entre o suíço Fabian Cancellara, o espanhol Alberto Contador e o belga Tom Boonen.

No ano seguinte, a escolha recaiu no alemão Tony Martin e, em 2018, o agraciado foi o belga Philippe Gilbert. O italiano Vincenzo Nibali foi distinguido em 2020, depois de o prémio não ter sido atribuído em 2019, e no ano passado foi Sérgio Paulinho, o único medalhado olímpico do ciclismo português (prata na prova de fundo de Atenas2004), a merecer o reconhecimento da organização.

A Volta ao Algarve arranca amanhã, em Portimão, e termina no domingo no alto do Malhão, que vai consagrar o sucessor do português João Rodrigues (W52-FC Porto), ausente desta edição por ainda estar a recuperar da Covid-19.

Sem comentários

deixar um comentário