23 Janeiro 2022, 11:24

Wall Steet fecha com ganhos modestos sessão dominada pela inflação

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Nova Iorque, 12 jan 2022 (Lusa) — A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta modesta, com os investidores a ponderarem as implicações da informação económica mais recente que aponta para uma inflação crescente.


Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average avançou 0,1%, o alargado S&P500 subiu 0,3% e o tecnológico Nasdaq ficou no meio, com uma valorização de 0,2%.


Os investidores estiveram focados no relatório do Departamento do Trabalho, que mostrou em dezembro uma subida da inflação média anual em sete por cento.


Este foi o ritmo de crescimento do índice de preços no consumidor mais rápido em cerca de quatro décadas.


Este acentuado crescimento, já esperado pelos economistas, foi divulgado um dia depois de o presidente da Reserva Federal (Fed), Jerome Powell, declarar no Congresso que o banco central está pronto para subir a taxa de juro para combater a inflação.


“É a próxima (coisa) para a qual os investidores estão a olhar, tentar antecipar o que a Fed vai realmente fazer e como eles podem reagir”, disse Tom Martin, gestor de investimento na Globalt Investments.


Os investidores estão a acompanhar de perto as notícias da inflação, para avaliar o impacto nas empresas e nos consumidores, bem como nos planos da Fed para reduzir os seus apoios à economia.


“Estamos em um período onde penso que nunca estivemos, com o montante de estímulo que foi mobilizado”, disse Greg Marcus, diretor da UBS Private Wealth Management. “Não se pode ter um apoio desta dimensão sem ter inflação”, adiantou.


Os investidores atribuem agora uma probabilidade de 75% a um aumento da taxa de juro pela Fed em março de pelo menos um quarto de ponto percentual (0,25%); há um mês, esta probabilidade era de 36%.


A época de divulgação de resultados trimestrais que se aproxima vai mostrar como as empresas estão a lidar com a inflação.


Transportadoras aéreas e grande bancos vão estar entre as primeiras a divulgar os seus números.


A Delta Air Lines divulga os seus resultados na quinta-feira e os bancos Citigroup, JPMorgan Chase e Wells Fargo no dia seguinte.



RN//RBF


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário