16 Agosto 2022, 08:56

Wall Street cai com aumento da tensão em torno da Ucrânia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Nova Iorque, 17 fev 2022 (Lusa) – A bolsa de Nova Iorque negociava em baixa no início da sessão, quando aumenta a tensão na crise em torno da Ucrânia.


Às 14:55 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones recuava 1,12% para 34.532,57 pontos e o Nasdaq perdia 1,33% para 13.936,04 pontos.


O índice alargado S&P 500 descia 0,70% para 4.443,74 pontos.


A bolsa nova-iorquina começou a operar com um rumo negativo pelo segundo consecutivo, depois de na terça-feira ter vivido uma sessão positiva, após o anúncio de retirada das forças russas da fronteira com a Ucrânia.


Nos dias seguintes, surgiram novas ameaças e advertências entre a Rússia e os Estados Unidos, principalmente.


Hoje, foi anunciado que a Rússia expulsou o “número dois” da embaixada norte-americana em Moscovo, enquanto o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, afirmou que Moscovo não está a retirar as suas tropas, mas a aproximá-las cada vez mais da fronteira ucraniana.


Entretanto, o exército ucraniano e as forças separatistas pró-Rússia acusam-se mutuamente de bombardeamentos e de uma escalada de tensão no leste da Ucrânia, região em conflito desde 2014.


Quanto aos últimos dados económicos, o Departamento do Trabalho indicou hoje que os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos subiram, inesperadamente, na semana passada para 248.000, face aos 225.000 no período anterior.


Na quarta-feira, Wall Street encerrou em terreno misto depois de ter negociado no ‘vermelho’ quase toda a sessão, mas recuperou nas últimas duas horas, após a divulgação das atas da última reunião de política monetária da Reserva Federal (Fed).



EO // JNM


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário