12 Agosto 2022, 21:30

Wall Street fecha sem rumo perante impasse no Congresso, Brexit e covid-19

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Nova Iorque, 22 dez 2020 (Lusa) — A bolsa nova-iorquina encerrou hoje sem rumo, sob a influência negativa da ausência de progressos nas negociações de um plano de apoio à economia, e com a primeira baixa semanal em três semanas.


Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average avançou 0,16%, para os 30.046,37 pontos.


Ao contrário, o tecnológico Nasdaq perdeu 0,23%, para as 12.377,87 unidades, e o alargado S&P500 cedeu 0,13%, para as 3.663,46.


No conjunto da semana, todos estes índices fecharam em perda, com o Dow Jones e o Nasdaq a desvalorizarem 0,5% e o S&P 500 a encolher um por cento.


“As negociações em torno de uma nova ajuda económica, se bem que positivas, não vão, por enquanto, a qualquer lado”, comentou Jake Scott, da Schaeffer.


As discussões estão bloqueadas no Congresso sobre os apoios à economia, com democratas e republicanos a manterem as divergências, enquanto as ajudas sociais ligadas ao novo coronavirus expiram no final do mês para milhões de pessoas nos EUA.


Apesar do otimismo em torno da chegada iminente da vacina Pfizer/BioNTech, os EUA, o país mais afetado pela pandemia, acabam de registar mais seis mil mortes, provocadas pela covid-19, em 48 horas, o que elevou o seu total para as proximidades dos 30 mil óbitos.


“Os dois fatores que pressionam o mercado para baixo são a falta de progresso na frente do relançamento orçamental e as notícias dececionantes vindas do Reino Unido sobre o Brexit”, o processo da saída da União Europeia por parte deste país, disse Karl Haeling, da LBBW.


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu hoje que o fracasso das negociações é “muito, muito, provável”.


Johnson e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, deram-se até domingo para definir “o futuro” das negociações.


Também os investidores parece que se estão a dar uma pausa, depois dos recordes batidos nas últimas semanas.


“Há sinais de entusiasmo excessivo no mercado e os investidores estão algo divididos quanto ao caminho a tomar”, realçou Haeling.


Entre os sinais de entusiasmo talvez desmedido, este investidor apontou as introduções em bolsa da Airbnb e do fornecedor de refeições DoorDash.


O título da plataforma de aluguer de alojamento Airbnb, que se estreou na quinta-feira com uma valorização de 113%, fechou hoje em baixa de 3,77%. Também a Doorbash que se estreou a subir 85%, terminou hoje a recuar 5,91%.


“Ninguém sabe verdadeiramente porque é que estas coisas se transacionam a um preço tão alto, tão acima do seu valor”, admirou-se este gestor de investimento na LBBW.


“Mas se o conjunto do mercado estivesse também com esta forte subida, isso dar-me-ia mais preocupações”, relativizou.


De facto, por exemplo, o título da Tesla, depois de vários máximos nos últimos dias, desceu hoje 2,72% e os analistas da Jefferies expressaram o seu ceticismo quanto à capacidade do construtor de veículos elétricos topo de gama dominar o mercado.


Já a Disney subiu 13,59% depois de ter apresentado, na quinta-feira, a sua ofensiva e os seus ganhos na transmissão em contínuo com a Disney+.



RN//RBF


Lus/fim

Sem comentários

deixar um comentário